Menu

Título

CBDA perde 75% de patrocínio 

07 FEV 2017
07 de Fevereiro de 2017
Depois de investir massivamente para os Jogos do Rio de Janeiro 2016, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) sofrerá uma redução bastante significativa para o próximo ciclo olímpico, Tóquio 2020. Segundo o Superintendente da entidade, Ricardo de Moura, a verba de patrocínio caiu 75% em comparação ao período anterior.
A redução ocorre por conta da redução do valor dado pelos Correios e a saída da Sadia e Bradesco, que apoiaram o esporte aquático até o final de 2016. Ao todo, a CBDA recebia cerca de R$ 40 milhões e ficará com R$ 10 milhões de patrocínio.
Voltar
Tenha você também a sua rádio